O percurso possui desafios como paredões de madeira, piscinas geladas, cordas, rastejo e, claro, muita lama. São três categorias: a Kids, para crianças de 4 a 13 anos; For Fun, aberta ao público maior de 14 anos; e a Elite, categoria competitiva e mais intensa. Os participantes da última corrida de 2017, a Etapa Conquer, que aconteceu em dezembro, ganham 10% de desconto se comprarem o ingresso no primeiro lote.

COMPLEXIDADE – A verba do Ministério da Saúde será incorporada ao Teto Financeiro de Média e Alta Complexidade (MAC) do Paraná, principal rubrica do governo federal para custeio de procedimentos ambulatoriais e hospitalares no SUS. O valor será repassado mensalmente, em parcelas de R$ 283 mil, para que o consórcio avalie as necessidades dos municípios e faça os devidos aportes para ampliar e qualificar os atendimentos. “Os recursos serão utilizados, prioritariamente, em mutirões de cirurgias, consultas especializadas e exames, para agilizar a fila do SUS”, explicou o ministro Ricardo Barros. “Esta articulação é importante porque atende a todos os municípios de forma proporcional à sua população”, disse. De acordo com ele, em 500 dias de gestão, os municípios do Comesp já receberam R$ 102,2 milhões do governo federal, dos quais R$ 44,4 milhões foram utilizados para o custeio de 44 serviços de média e alta complexidade e 20 leitos que funcionavam sem a contrapartida federal. Também foram liberados, no período, R$ 53,4 milhões de emendas parlamentares que tramitavam na pasta e aguardavam liberação desde 2014. O secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto, falou sobre a chamada atenção secundária da saúde, que compreende os atendimentos especializados. “É o nó crítico da área”, disse ele. “Temos um atendimento hospitalar bem resolvido no Paraná e a atenção básica está se fortalecendo.

são josé dos pinhais