Muitos curitibanos podem aproveitar o feriado, mas sem a folia da avenida ou bailes de Carnaval. A Reviver, da Comunidade Shalom, tem uma programação especial de 11 a 13 de fevereiro, na Paróquia Menino Deus, no bairro Guabirotuba. O evento tem entrada gratuita e colabora com a cultura de paz ao promover momentos de espiritualidade. Pregação, música, louvor, adoração ao Santíssimo Sacramento, teatro, curso, Missa estão na programação do retiro, que acontece em quase todas as capitais do país e em mais de 60 dioceses, em algumas com o nome “Renascer”. Inscrições gratuitas na hora do evento ou pela internet neste link: https://goo.gl/VBGU2e Os cinco dias de Carnaval, também terão atividades especiais para os jovens cristãos. É a Conferência “We Are One”, organizada pelo Ministério One, que reúne a juventude da Primeira Igreja Batista de Curitiba. O evento será no templo da PIB e deve reunir 4 mil pessoas por dia. Durante as noites de sexta a domingo as portas da Igreja estarão abertas ao público que deseja assistir à conferência. Os que desejam participar dos outros dias devem realizar sua inscrição pelo site da conferência (www.e-inscricao.com/pibcuritiba/carnavaljuventude) ao custo de R$ 100,00.

Greca defende mudanças que deixaram taxa de lixo mais cara em Curitiba Prefeito disse que o novo método de cobrança 'está bem aplicado' e que não vai cobrar de quem não pode pagar. Rafael Greca diz que quem provar que não tem como pagar, vai ficar livre da taxa de lixo O prefeito Rafael Greca (PMN) defendeu nesta quarta-feira (31) as mudanças que deixaram a taxa de lixo mais cara para muitos moradores em Curitiba. Na terça (30), vereadores da base de apoio ao prefeito e da oposição disseram que é preciso rever as alterações. "A Câmara pode estudar, mas eu acho que está bem aplicado. A reclamação é, normalmente, de quem é usurário de terrenos alugando várias casas. Quem comprovar sua incapacidade contribuitiva será contempleado pelo princípio constitucional de que não se cobra de quem não pode pagar. A prefeitura não vai cobrar dos humildes que não possam pagar e possam provar que não podem pagar", afirmou o prefeito. A taxa de lixo era cobrada em conjunto com o IPTU, mas a partir deste ano foi desvinculada - impossibilitando o usuário de ter descontos, como no imposto. A justificativa da prefeitura é de que, antes, apenas parte dos moradores pagavam a taxa e, com a mudança, todos pagarão. A previsão de arrecadação com a taxa do lixo para 2018 é de cerca de R$ 209 milhões, de acordo com a administração municipal. Em 2017, diz a prefeitura, o déficit foi de aproximadamente R$ 80 milhões.

curitiba